Poems

Viajantes

Traziam poentes e estradas
A sede do horizonte os chamava.
 
- A quem pertences tu?
Quem são os da tua casa?
 
Assim estendia nossa avó
A caneca de água ao viajante.

Share this poem

view comments

Comments (0)

No comments yet - be the first:

Leave a comment