Poems

piriguetismo de guerrilha

(pra maria felipa)

diz que em nome da independência
maria felipa deu surra
de cansanção nos portugueses

tentando salvar salvador
e outras terras da sanha
dos homens brancos

era quando tiravam a roupa
crente que fornicariam que felipa
incendiava as caravelas

maria felipa seduzia como os librianos
(distract and destroy) adiantando em 100 anos
a tática hoje conhecida como black bloc

se cobain fosse vivo certeza
que seria para ela aquele refrãozinho
"polly wants a cracker"

(aquela história da moça que seduz
o algoz e se liberta e depois conta
a história para ouvidos moucos

como é o caso de maria felipa
cujo ato de piriguetismo de guerrilha
é conhecido e celebrado por poucos)

passados 100 anos eu que te dou
uma surra não de erva (e sim aquela)
para salvar a mim mesma do espanto

tua república de coxinhas não
aceita a minha, de nordestinos-mortadela,
mas quizá a zika nos igualará todos,

micro- ou anencéfalos, só eu e tu
seguiremos trepando, coquetel molotov
das trevas, fertilizas com teu esperma

todas as minhas capitanias até
que essa era ganhe o nome de cidade
sulista, "nova idade média".

Share this poem

view comments

Comments (0)

No comments yet - be the first:

Leave a comment