Poems

o meio-confesso

ao jogar lixo
no lixo e o lixo
não entrar no
lixo o que vale
não é a intenção
meia-confissão
há de voltar atrás
lidar com o lixo
pegar o lixo com a
mão terminar a
ação um lixo no
lixo não é lixo
o que faz o lixo
não é o cesto
o que faz o lixo
é o chão.

Share this poem

view comments

Comments (0)

No comments yet - be the first:

Leave a comment